Séries e seriados: Daredevil | 1ª TP


Bonjour!
Como você está? Espero que esteja bem.

Dei uma leve pausa nas postagens sobre séries, por motivos óbvios (tava empolgada!).
Mas gente… Quanto mais eu tento fugir de algo que estou querendo falar no blog, mais rola o gigante bloqueio criativo. Então, deixa eu matar meus verminhos? ❤

daredevil-12

Vamos falar MAIS UMA VEZ sobre Netflix + Marvel? Hoje, escolhi “Daredevil” (O demolidor) como assunto para essa postagem.  Assim que assisti Jessica Jones, minha ideia inicial, era assistir “Orphan Black” (a próxima série a ser postada aqui, inclusive). Mas, minha amiga Thay (do blog Thaí, floresceu!), me deixou tão curiosa sobre essa série, que precisei fazer a alteração no cronograma. E, Thay: Muito amor por você!

daredevil-fans-encourage-netflix-to-make-daredevil-accessible-to-the-blind-353211

A maioria das produções sobre “Daredevil”, me deixavam um pouco frustrada (se comparado com as Histórias em quadrinhos). E quando soube que a Netflix juntamente com a Marvel, produziria a história em série, pensei: “Lá vem merda”. Tomei tapas na cara, claro! Não sei o que está por vir, mas essa primeira temporada me deixou cheia de expectativas. Foi, sem dúvidas, uma versão que não fica devendo e absolutamente nada para as grandes produções cinematográficas.

netflix-daredevil-large-4

Logo no primeiro episódio, somos levados ao passado de Matt Murdock, quando aos 9 anos de idade, perdeu sua visão em um acidente. Ali onde tudo realmente começou. O episódio te deixa bem “familiarizado” com a história mesmo que não saiba absolutamente nada sobre ela. Após a introdução claríssima, somos trazidos de volta ao presente de Murdock; um advogado recém-formado, qual -juntamente com Foggy (seu companheiro de jornada desde a época da universidade) abre um escritório de advocacia. O primeiro caso jurídico da dupla, é defender Karen Page.

set_daredevil_netflix_640

Assim como nos HQ’s, a história tem ação e muita adrenalina do primeiro ao último episódio (pelo menos, nessa primeira temporada foi assim!). É bacana ver a maneira inteligente como a Marvel conseguiu driblar o pouco tempo de cada episódio, sem deixar a história se perder. Existe uma sincronia perfeita entre Murdock (o advogado cego) e “Daredevil” (o vigilante, o herói) – que são a mesma pessoa. E isso não é segredo. daredevil-1

A atuação de Charlie Cox, é impecável. Não há nada a ser pontuado. Exceto o fato de estar completamente apaixonada por ele, querendo filhos com ele, e tudo o mais. E falando sobre (e apenas sobre) o personagem, Murdock -como todo super-herói- tem um ar misterioso, e seu passado ainda esconde algumas incógnitas. Murdock tem uma personalidade forte e ao mesmo tempo, equilibrada. Ele não é o tipo de personagem que fará você dar gargalhadas (como Foggy, por exemplo), mas tem boas doses do #blackcomedy que tanto amo; faz valer a pena toda a seriedade por trás de seu personagem.

daredevil-kiss

Além de Foggy e Karen, há destaque para Claire. Claire ocupa um papel muito importante na vida de Murdock. Ela é praticamente sua heroína. Inclusive, a participação de Claire traz (mesmo que sutilmente) o romance para a tela. Nada exagerado. Suficiente.

daredevil-2

Veja bem, eu sei que é estranho dizer que gostamos do vilão de uma trama (afinal, ele causa dores no nosso amorzinho!). Mas o maldito Wilson Fisk, já é meu vilão predileto. Que personagem, que desenvolvimento, que performance! Em minha concepção, foi (nessa temporada) o personagem mais bem construído. No decorrer dos episódios, vamos compreendendo os motivos que o tornaram o Rei do crime, e nunca pensei dizer isso: mas às vezes dá até dó desse ridículo! E, esse é o vilão mais apaixonado/romântico incorrigível que ja vi em uma história de super-heróis.

tumblr_nmvnab00j51rey868o1_500

Num aspecto geral, a série foi criada de modo que “Bons entendedores” e “Amadores” com relação a história original, pudessem se sentir “parte dela”. Não é uma “simples série” baseada em HQ, que mostra “super-poderes-mágicos”. Ela, assim como Jessica Jones, mostra o lado humano e realista do super-herói. Para mim, isso é um ponto muito positivo demais. Precisa saber fazer a coisa para chegar em um resultado como esse. A produção Marvel, como sempre, digníssima! Os cenários (todos acontecem na famosa “Hell’s Kitchen”) são bem fiéis ao que conhecemos nos HQ’s. A gente sente que a história em quadrinho, está -de fato- tomando forma humana. E o melhor: Preservadíssima. Recomendo, sem dúvidas.

daredevil

Ficha Técnica:
Demolidor – 1ª temporada – 2015
Duração: 13 episódios
Gênero: Ação/Crime
Criador: Drew Goddard
Elenco: Charlie Cox, Vincent D’Onofrio, Deborah Ann Woll, Elden Henson, Rosario Dawson, Ayelet Zurer, Bob Gunton, Toby Leonard Moore, Vondie Curtis-Hall, Scott Glenn, John Patrick Hayden, Matt Gerald

Vale ressaltar que essa postagem não é uma resenha. É apenas um conjunto de impressões sobre o assunto abordado. Há sites incríveis, que desenvolve essa parte, muito melhor do que eu faria. Por exemplo, o Omelete.

Beijo e queijo! ❤

ASSINATURA BLOG

Olá! Seu comentário passará por aprovação. Se seguir nossos procedimentos, ele estará disponível em algumas horas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s